Dois estranhos em Paris

Um beijo apaixonado e de balançar a terra.

Ele era o artista do andar de cima com o sorriso tentador e os olhos risonhos.
Ele era o diabo que me convidava a pecar, me seduzindo a dançar no brilho da luz da lua.
Ele era desejo e necessidade.

Quando ele me tocou, meu corpo cantou.
Minha alma ganhou vida.
Mas eu pertencia a outro homem, e ele não queria me deixar ir.

*único

Resenhas Skoob: https://www.skoob.com.br/livro/resenhas/678144/edicao:680339


Deixe um comentário

Gostou? Sim ou Não? Qual a sua opinião? Eu quero saber, por favor, posta o comentário, o blog se movimenta através da sua participação. Comente!



Pedidos de envio de ebook por email serão ignorados.


Beijos